Medição em processo impulsiona para uma manufatura inteligente

Medição em processo impulsiona para uma manufatura inteligente

Estes são tempos realmente fascinantes para a indústria de medição! Por um lado, o mundo está no início da quarta revolução industrial (Indústria 4.0), onde uma gama de tecnologias de próximo nível, de robôs autônomos à Internet das Coisas Industrial (IIoT), está transformando a indústria — desde a forma como trabalhamos até as fábricas em que trabalhamos e os níveis de produtividade que os fabricantes podem oferecer.

Por outro lado, a indústria enfrenta vários desafios bem documentados, incluindo:

  • implementação de tecnologias e plataformas da Indústria 4.0;
  • aumento da capacidade para atender à crescente demanda do mercado;
  • lacuna de trabalhadores qualificados;
  • sistemas legados agora particularmente desatualizados na era de manufatura mais inteligente.

Obviamente, há muitos fatores envolvidos quando se trata de capitalizar as oportunidades de transformação digital e lidar com esses desafios. Mas no cerne de ambas as questões, está o esforço para tornar a manufatura mais inteligente.

E o que é manufatura inteligente? 

É uma extensão do velho ditado “trabalhe de maneira mais inteligente, não mais difícil” ou “faça mais com menos”. Isso é obtido aumentando a eficiência e agilidade da fabricação, principalmente através de tecnologias mais avançadas e operações / sistemas conectados. E o elemento-chave aqui são os dados.

Tornar a manufatura mais inteligente depende da remoção de silos de dados, do estabelecimento de ciclos de feedback que impulsionam a melhoria contínua e do aproveitamento máximo de seus dados e dos insights que eles oferecem. Resumindo, enviar os dados certos, para as pessoas certas e no momento certo.

Além de impulsionar a transformação digital e fortalecer as capacidades das organizações para atender aos desafios da indústria acima, isso significa que os fabricantes estão bem posicionados para impulsionar a economia de custos, a sustentabilidade, a lucratividade e a competitividade.

A jornada para a manufatura inteligente não começa necessariamente com uma grande revisão da tecnologia. Na verdade, recomendamos que os fabricantes comecem pequenos e aumentem rapidamente com uma abordagem passo a passo. 

É por isso que é importante aproveitar ao máximo o potencial de seus dados de máquina existentes, que oferecem oportunidades para iniciar sua transformação digital hoje.

Como a medição em processo impulsiona uma manufatura mais inteligente?

As ferramentas de medição que fornecem dados da máquina em tempo real e dados históricos agregados, permitem que sejam feitas análises mais informadas e entenda como os padrões de desempenho da máquina podem indicar as necessidades de manutenção. 

Por exemplo, talvez uma única máquina de medição por coordenadas (CMM) seja frequentemente identificada como uma fonte de tempo de inatividade ou sua velocidade operacional esteja diminuindo ao longo do tempo enquanto executa as mesmas rotinas. 

Em tais casos, você pode concluir a partir dos dados que o CMM precisa de um retrofit ou atualização para trazê-lo de volta ao desempenho especificado.

Atualizar a máquina com o software ou sistema CNC mais recente, por exemplo, ajuda a estender sua vida útil. Como tal, os dados são essenciais para estabelecer uma abordagem proativa em vez de reativa para manutenção e atualizações da máquina, bem como para obter o máximo da sua máquina ao longo de sua vida útil.

Como já mencionado, os dados da máquina podem fornecer uma visão sobre onde estão ocorrendo atrasos no ciclo de vida do produto. Além disso, quando conectado a vários ativos e fábricas, as ferramentas de monitoramento devem permitir que você identifique rapidamente a capacidade sobressalente. Combinar esses dois usos de dados de máquina é uma maneira poderosa de superar — e em alguns casos evitar — gargalos no processo de fabricação.

Com o desempenho da máquina aprimorado e as fontes de tempo de inatividade corrigidas, é provável que os dados tenham ajudado a reduzir os tempos de ciclo. Além disso, com os dados da máquina em tempo real, você pode se aprofundar nos processos e explorar oportunidades adicionais para aumentar a eficiência. 

Digamos que um gerente de operações esteja explorando os dados de uma rotina de inspeção específica em várias execuções. Ao analisar estatísticas de tempo de execução e resultados de aprovação / reprovação, por exemplo, em diferentes ativos, o gerente de operações obterá uma compreensão mais profunda de como as principais variáveis ​​(máquina, peça, etc.) estão impactando os tempos de ciclo. 

A partir daí, eles podem usar os dados para tomar decisões mais informadas com o objetivo de reduzir os tempos de ciclo. Um elemento-chave da visão de manufatura mais inteligente é a tecnologia operando de forma autônoma. Isso traz uma infinidade de benefícios — redução de erros humanos e manufatura apagada, para citar apenas dois — e uma notícia que é particularmente boa para os operadores é como isso os permitirá trabalhar longe das máquinas em atividades de maior valor agregado. 

Isso, por sua vez, traz benefícios crescentes para a organização, mas os dados em tempo real são necessários para que os operadores trabalhem longe da máquina com confiança. A solução de monitoramento deve fornecer aos operadores notificações em tempo real via smartphone ou tablet para que possam verificar o status da máquina e o andamento do trabalho, além de alertá-los sobre quaisquer problemas que precisem de intervenção manual.

Esse conteúdo foi útil para você? Aproveite e leia também Cinco passos para melhorar sua preparação para automação em metrologia

Curtiu o conteúdo? Deixe seu comentário!

Sobre nós

Criada para desenvolver a necessidade do mercado nacional, a ENTERFIX vem conquistando o mundo da metrologia e trazendo soluções em sistemas de fixações e desenvolvimentos específicos viáveis ao setor.

Posts recentes

Curta a nossa página no Facebook!

Confira os nossos produtos oficiais!